13 mai
2013
Conteúdo Saudável: dietas de revista, quem nunca?
   Por: Ste Costa

Hello amores, como foi o Dia das Mães? Espero que repleto de alegrias e abraços gostosos!

Hoje é dia de mais uma participação da querida nutricionista Thaisa Luz e antes das dicas dela gostaria de agradecer a todos que entraram no blog para conferir o #Post 01. O sucesso da tag foi enorme e recorde de curtidas no botão aqui do lado! Então vamos lá porque hoje o tema é muito interessante, tá contigo Thaisa!

 

“Ela não andaaa, ela desfila, ela é top, capa de revista…”  rs.

 

Olá pessoal! Essa semana procurei trazer um tema bem atual e tenho certeza que muitos de vocês já tiveram interesse, e até dúvidas a respeito.

 

Funks a parte, o post vai falar sobre as “Dietas Milagrosas”, que tanto vemos estampadas nas capas das principais revistas voltadas para o público feminino (e até masculino!). Nos dias de hoje, a sociedade estabeleceu um padrão de beleza levando, principalmente as mulheres, a irem em busca do corpo perfeito. Então, qual pessoa que se olha no espelho e, não satisfeita com o corpo, não pensa em partir para uma dieta vista na revista semanal? Ou até mesmo na internet? Ou aquela dieta que funcionou com a amiga(o)? Muitas discussões giram em torno desse assunto, mas, antes de tudo, priorizar a saúde é fundamental para se sentir bem. Qualquer um ficaria extremamente satisfeito com resultados tão expressivos em tão pouco tempo. Imaginem só, perder 7 a 8 kg em uma semana?! E eis que aí mora o perigo…

 

Segundo dados da Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Proteste), a maioria dessas dietas de revistas podem trazer danos à saúde de quem as seguir à risca como, por exemplo, a anemia, queda de imunidade, vertigem, hipoglicemia, o efeito sanfona e até possíveis desmaios.

E o porquê disso é que muitas vezes se tem: cardápios restritivos, curto tempo de duração da dieta e não associação com a atividade física, implicando num regime totalmente instantânea e maléfica.

 

Além disso, grande parte desses regimes não promove a reeducação alimentar, primordial para ganhar, manter ou perder peso saudavelmente.

Então, aqui vão algumas dicas pra vocês esquecerem as dietas de revista, e começarem a rever os hábitos alimentares:

- Comer comer… Realizar refeições saudáveis todos os dias, de três em três horas, faz o organismo permanecer com o seu metabolismo constante, agregando os nutrientes para a formação e reconstrução de células.

 

- Tranquilidaaaade. Mastigar bem e devagar os alimentos contribui para a saciedade e ajuda na digestão e absorção dos nutrientes. Por isso, reserve um tempo bom e calmo para realizar suas refeições.

 

- Coma com os olhos. Montar o prato colorido, com todos os grupos de alimentos, faz com que mais nutrientes sejam absorvidos e utilizados pelo corpo.

 

- Quanto mais frutas, melhor! Diminuir o consumo de produtos industrializados, refrigerantes, doces, açúcares em geral e gorduras. Em contrapartida, atribuir mais frutas in natura, sucos de fruta, legumes e verduras no cardápio.

 

- Não espere a sede. A sede já é sinal de desidratação! Para que isso não aconteça, ande com uma garrafinha com água e se mantenha bem hidratado no decorrer do dia.

 

- Movimente-se! Nada melhor que alimentação saudável e exercício físico, juntos!

 

Gostaram?! Dá um like lá em cima, e me conta nos comentários as dúvidas a cerca desse assunto, e o que gostariam de saber nas próximas semanas!

Até a próxima.

Gostou? Deixe um recadinho!

3 comentários em “Conteúdo Saudável: dietas de revista, quem nunca?

Powered by Facebook Comments



  1. Mimi

    Sempre falando em emagrecer e nunca para engordar que também para algumas é um problema.Não tem uma dica para o inverso do assunto, em vez de perder possa ganhar?

  2. Ste Costa Post author

    Oi Mimi!
    É uma ótima sugestão para as próximas postagens.
    Vou falar com a Thaisa ;)

Deixe um Comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>